Apito Final | Ibovespa se valoriza em meio a queda dos DIs com IPCA abaixo do esperado

Tempo de leitura: 8 minutos

Internacional

• Yields avançam para máximas desde maio apesar de dados fracos do mercado de trabalho;
• Payroll teve resultado mais fraco em setembro, mas não muda expectativa para plano de voo do Fed.

Brasil

• Com inflação abaixo do esperado, DIs aliviam o dia para bolsa que fechou o dia em valorização relevante;
• IPCA atinge dois dígitos em 12 meses, mas dados corroboram com fala RCN sobre o pico ser em setembro.


FECHAMENTO

Ibovespa: 112.833,20 (+2,03%)
BRL/USD: 5,52 (-0,02%)
DI Jan/27: 10,47% (-15 bps)
S&P 500: 4.391,42 (-0,19%)

PRINCIPAIS ALTAS:

CIEL3: R$ 2,64 (+14,29%)
ECOR3: R$ 9,62 (+8,82%)
BIDI11: R$ 50,01 (+7,41%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

ASAI3: R$ 18,30 (-3,28%)
PCAR3: R$ 24,60 (-1,60%)
KLBN11: R$ 22,40 (-0,58%)

Fonte: Bloomberg. Obs: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg


Cenário Externo

Payroll mais fraco não altera expectativas com o Fed

Mercados… Rendimentos dos Treasuries avançaram a níveis não vistos desde maio hoje, apesar de dados do mercado de trabalho menos positivos do que se esperava nos EUA. O relatório oficial de emprego nos EUA (Payroll) mostrou uma criação de 194 mil vagas em setembro, bem abaixo das 500 mil que as projeções do mercado apontavam, o que poderia fomentar dúvidas sobre o cronograma de redução dos estímulos por parte do Fed.  Não obstante, o dado foi o suficiente para derrubar a taxa de desemprego no país, e representou um novo avanço gradual da economia americana, de maneira que o mercado não parece precificar uma prorrogação do ritmo de compras de ativos atual por parte do BC americano. Em outras palavras, o resultado não foi tão ruim a ponto de ser o suficiente para alterar os planos do Fed aos olhos do investidor – o tapering deve vir em novembro. As bolsas americanas tiveram dia fraco em decorrência da abertura da curva de juros do país, enquanto, no campo das commodities, o petróleo fechou com ganhos apoiado pela queda do dólar (DXY) e com retorno das negociações nos mercados chineses após a Golden Week.

Número de criação de vagas abaixo do previsto… O relatório oficial do mercado de trabalho dos Estados Unidos, o Payroll, apresentou uma criação de 194 mil vagas em setembro, bem abaixo do esperado pelo mercado: 500 mil. O número representa o menor ganho desde dezembro de 2020 e a 2ª leitura consecutiva que decepciona muito as projeções. No lado negativo, houve uma queda no emprego no setor de educação pública e assistência médica, enquanto serviços ligados a entretenimento contribuíram de maneira positiva. De forma geral, continuamos verificando uma dificuldade no avanço do mercado de trabalho puxada principalmente pela escassez de trabalhadores dispostos a ofertar seu trabalho, conforme a variante delta mantêm a população receosa para retornar às atividades presenciais e o auxílio emergencial do governo sustenta a renda. A taxa de desemprego caiu para 4,8%, ainda acima do nível pré-pandemia, mas a alta do salário médio (+4,6%) parece confirmar a interpretação de que o mercado de trabalho segue pressionado pela falta de trabalhadores, não de vagas. Nesse sentido, a evolução positiva, ainda que menor do que o esperado, não deve alterar os planos de voo do Fed com relação ao início do tapering.


Brasil

Ibovespa se valoriza em meio a queda dos DI’s com IPCA abaixo do esperado

Mercados… A bolsa brasileira conseguiu ensejar alta considerável hoje após três dias andando de forma lateralizada, seguindo a divulgação de um IPCA abaixo do esperado em setembro, o que contribuiu para o fechamento da curva de juros. Apesar de registrar uma nova aceleração na margem, o IPCA trouxe uma composição mais positiva olhando prospectivamente. Em comentário sobre o resultado, o presidente o BC, Roberto Campos Neto, disse que a inflação em setembro foi realmente um pouco melhor do que o esperado, mas as expectativas para este ano devem continuar piorando em decorrência do anúncio do reajuste do preço do gás e gasolina no dia de hoje. Ainda, RCN reafirmou sua visão de que o IPCA atingiria o seu pico nesta última divulgação (se referindo à inflação acumulada em 12 meses), o que é visto com grandes possibilidades pelo mercado. No pano de fundo, o dólar fechou em leve baixa, acompanhando o arrefecimento da força do dólar no exterior. Na falta de novidades no campo fiscal, o CDS de 5 anos – medida de risco-país – também encerrou o dia com ligeira queda.

Inflação atinge os dois dígitos em 12 meses… O IPCA apresentou alta relevante em setembro, acumulando uma inflação de dois dígitos em 12 meses, em 10,25%. Na margem, o índice avançou 1,16%, acelerando contra a alta de 0,87% no mês de agosto. Das nove categorias de bens e serviços que compõem o índice, oito apresentaram aceleração, com maiores destaques para o grupo habitação (+2,56%) e transportes (+1,46%). A inflação de preços administrados voltou a avançar, com a nova bandeira tarifária, “escassez hídrica” que passou a vigorar em setembro, enquanto os preços de combustíveis permaneceram pressionados. Preços livres também avançaram, mas com ímpeto reduzido (0,88% contra 0,84%). Os serviços tiveram nova aceleração, de 0,63%, frente ao resultado de 0,39% no mês anterior, puxados principalmente por passagens aéreas – quando olhando para a medida de Serviços ex-passagens aéreas, houve uma desaceleração da categoria. Enquanto isso, bens industriais tiveram alta de 1,04%, praticamente estáveis frente ao último resultado, refletindo ainda o preço elevado das commodities e as dificuldades para obtenção de insumos com a manutenção de disrupções da cadeia de suprimentos. Assim, apesar do resultado forte no Headline do dado, a composição do IPCA de setembro trouxe alguns sinais benignos (desaceleração dos núcleos, arrefecimento da inflação de serviços e queda do índice de difusão), corroborando a fala de Roberto Campos Neto, Presidente do BC, de que a inflação do IPCA teria alcançado seu pico neste último mês.

Corolários para a política monetária… Os riscos de uma maior persistência da pressão exercida pela alta dos preços das commodities e manutenção dos gargalos de oferta continuam promovendo um ambiente de incerteza com relação à inflação no curto-prazo, mas os sinais de uma economia em desaceleração se colocam como barreiras para um nível de preços mais elevado no médio-longo prazo.  Desta forma, acreditamos que o BC deverá manter o ritmo de alta da Selic em 100 bps para a reunião de outubro (e, muito provavelmente, em dezembro na falta de novas surpresas) – previsto para a semana que vem, o resultado do setor de serviços (PMS) deverá trazer mais claridade a esta questão.

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]
Rafael Gabriel Pacheco
[email protected]
Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Apito Final | Teto de gastos perde credibilidade com artimanhas do governo para pagar auxílios

Internacional • Queda no petróleo e indicadores positivos nos EUA fazem S&P fechar em alta. Brasil Com novo Bolsa-Família expandido e auxílio diesel, rombo [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 21/10/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | "Furar" teto de gastos

A confirmação de que a opção de furar o teto de gastos está sendo defendida também pelo Ministério da Economia, mostra [...]

Rio Bravo - 21/10/2021

Guide Empresas: Gafisa reporta lançamentos pela primeira vez no ano; CCR Assina Concessão de nove aeroportos na Região Sul; e mais!

Gafisa (GFSA3): Gafisa reporta lançamentos pela primeira vez no anoImpacto: PositivoCCR (CCRO3): CCR Assina Concessão de nove aeroportos na Região SulImpacto: [...]

Luis Gustavo Pereira - 21/10/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções