Apito Final | Ibovespa fecha estável apesar de exterior positivo

Tempo de leitura: 7 minutos

Internacional

• Acordo entre Republicanos e Democratas impulsionam bolsas;
• Pedidos de auxílio-desemprego menores um dia antes do Payroll eleva expectativas.

Brasil

• Ibovespa não enseja alta no dia com cenário incerto;
• Precatórios e Auxílio Brasil segue gerando cautela.


FECHAMENTO

Ibovespa: 110.585,43 (+0,02%)
BRL/USD: 5,51 (+0,57%)
DI Jan/27: 10,61% (+11 bps)
S&P 500: 4.399,83 (+0,83%)

PRINCIPAIS ALTAS:

BIDI11: R$ 46,56 (+12,06%)
BIDI4: R$ 15,69 (+11,67%)
YDUQ3: R$ 25,62 (+9,82%)

PRINCIPAIS BAIXAS:

CVCB3: R$ 19,82 (-4,71%)
VIIA3: R$ 7,79 (-4,06%)
RAIL3: R$ 17,64 (-3,24%)

Fonte: Bloomberg. Obs: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg


Cenário Externo

Mercados fecham no verde com solução temporária para dívida americana

Mercados… Mercados globais fecharam o dia em terreno positivo, com o impasse do teto da dívida americana se resolvendo aos poucos e dados melhores que previsto para o mercado de trabalho nos EUA. Após números expressivos de abertura de vagas pelo ADP ontem, hoje o relatório de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos apresentou queda maior do que o esperado na semana passada. O resultado fomenta as expectativas de que amanhã o Payroll virá com dados positivos, indicando avanço da economia, mas também trazendo mais visibilidade para o início do tapering. O dólar (DXY) fechou próximo da estabilidade frente a seus pares, enquanto os yields tiveram alta considerável com a mais perspectiva otimista com a economia americana após os dados fortes de emprego.No que tange à dívida americana, foi anunciado pelo líder da maioria democrata no Senado, Chuck Schumer, que o partido chegou a um acordo com os Republicanos para estender o teto da dívida do país até dezembro de maneira a evitar o que seria o primeiro “calote” americano.

Mais mercados… Na fronte das commodities, os preços de gás natural voltaram a cair após sinalizações vindas da Rússia de que as exportações para a Europa poderiam atingir níveis recordes neste final de ano, quando a demanda é mais forte devido ao inverno. O petróleo (brent), por sua vez, subiu com o anúncio de que o Departamento de energia dos Estados Unidos dizer que não vai liberar as reservas estratégicas de petróleo neste momento, após dados de estoque apresentarem inesperada alta nesta semana.

Pedido de auxílio desemprego cai novamente… Após apresentar aumento no número de pedidos do seguro-desemprego na semana retrasada, o Departamento do Trabalho (Department of Labor) dos Estados Unidos divulgou novo resultado com primeira queda em três semanas. Apesar de leve piora no início do segundo semestre deste ano por conta da Delta, os dados vêm apresentando melhora com o avanço da economia norte-americana. O número de novos pedidos caiu 38 mil na semana encerrada no 1º dia de outubro, para 326 mil, resultado abaixo dos 345 mil esperados pelo mercado – mais um dado que corrobora um avanço melhor do que o esperado do mercado de trabalho em setembro.

No radar… O único principal de destaque de amanhã será o relatório oficial de emprego dos EUA, o payroll, que sai na parte da manhã, às 9h30.


Brasil

Ibovespa fecha estável apesar de exterior positivo

Mercados… Ibovespa subiu hoje, mas não conseguiu acompanhar a alta mais forte do exterior com incertezas ainda presentes no cenário interno. Hoje, o deputado Hugo Motta apresentou seu parecer à PEC dos precatórios, mas um pedido de vista coletiva adiou novamente a votação da matéria para próxima semana. Sem maiores novidades, e perspectivas ruins para a economia, após a pesquisa mensal do comércio ontem indicar um varejo enfraquecido (na contramão das expectativas do mercado), o dólar foi contra o movimento do DXY e avançou hoje, enquanto DIs também operaram com viés de alta ao longo do dia, acompanhando uma nova alta dos yields nos EUA e com investidores à espera de dados de inflação do IPCA, que deve atingir a casa dos dois dígitos no acumulado em 12 meses em setembro, gerando maiores preocupações de que o crescimento poderá ser limitado pelo efeito da alta dos preços sobre o consumo das famílias.

Incertezas fiscais permanecem… O substitutivo apresentado hoje pelo relator da PEC dos precatórios, Hugo Motta, busca conciliar o pagamento dos precatórios com o orçamento disponível e, ao invés de parcelar os valores, sugere estabelecer um teto aos gastos com a categoria, limitando ao próprio teto de gastos corrigido a partir de valores de 2016, quando este foi instaurado. Com essa proposta, o gasto limite com os precatórios em 2022 será de aproximadamente R$ 40 bilhões, contra o previsto de R$ 89 bilhões pelo governo. Ainda assim, o presidente da Comissão Especial da PEC na Câmara concedeu vista coletiva, adiando a votação do texto para semana que vem, estendendo o impasse fiscal. Enquanto isso, permanecem as discussões sobre o financiamento do novo Auxílio Brasil, na medida em que o aumento do IOF só irá vigorar até o final do ano e a reforma do IR ainda não avança no Senado.

Varejo surpreende negativamente… As vendas no varejo brasileiro, na série livre de influência sazonais, apresentaram retração de 3,1% em agosto, após alta revisada de 2,7% em julho. No ano, o varejo acumula alta de 5,1% e nos últimos 12 meses, crescimento de 5,0%. No conceito ampliado, que inclui a venda de veículos e materiais de construção, as vendas tiveram queda menor, de 2,5%, com alta nas vendas de veículos, motos, partes e peças. Seis das oito atividades pesquisadas tiveram taxas negativas em agosto. Na ponta negativa, outros artigos de uso pessoal e doméstico, que incluem lojas de departamento por exemplo, teve queda de -16%, o que reflete em parte uma demanda que foi antecipada nos meses anteriores. Na ponta positiva, ficaram os tecidos, vestuários e calçados. Um ponto importante a se notar foi que os resultados anteriores foram drasticamente revisados nesta divulgação. Devido às revisões, o patamar do varejo restrito em julho, inicialmente recorde histórico, perdeu o posto para novembro do ano passado. Olhando para frente, dado o cenário de incerteza, com a inflação alta, substituição do consumo de bens por serviços e queda da confiança de consumidores, nossa projeção é de retração no conceito restrito (-1,1% m/m) e estabilidade no ampliado (+0,3% m/m) em setembro.

No radar… Amanhã o destaque fica para a inflação, com a 1ª prévia do IGP-M de outubro, às 8h00, e o IPCA de setembro, às 9h00.

Equipe Econômica

Conrado Magalhães
[email protected]
Rafael Gabriel Pacheco
[email protected]
Victor Beyruti Guglielmi
[email protected]

 
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores,  para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo.  Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações. Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 21 da Resolução CVM nº 20, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“

Relacionados

Apito Final | Teto de gastos perde credibilidade com artimanhas do governo para pagar auxílios

Internacional • Queda no petróleo e indicadores positivos nos EUA fazem S&P fechar em alta. Brasil Com novo Bolsa-Família expandido e auxílio diesel, rombo [...]

Rafael Gabriel Pacheco - 21/10/2021

Rio Bravo: Olhar Atento | "Furar" teto de gastos

A confirmação de que a opção de furar o teto de gastos está sendo defendida também pelo Ministério da Economia, mostra [...]

Rio Bravo - 21/10/2021

Guide Empresas: Gafisa reporta lançamentos pela primeira vez no ano; CCR Assina Concessão de nove aeroportos na Região Sul; e mais!

Gafisa (GFSA3): Gafisa reporta lançamentos pela primeira vez no anoImpacto: PositivoCCR (CCRO3): CCR Assina Concessão de nove aeroportos na Região SulImpacto: [...]

Luis Gustavo Pereira - 21/10/2021
Logo o guia financeiro

Entrar

Como deseja continuar?

Abra sua conta

Preencha os campos abaixo
ou use uma das opções